Veículos: Vendas crescem 20,5% em Minas

06/02/2019 – As vendas de veículos em Minas Gerais começaram 2019 aquecidas. Em janeiro, foram vendidos 40,4 mil automóveis no Estado, 20,5% de crescimento em relação ao mesmo mês de 2018, quando foram emplacados 33,5 mil unidades. Os dados foram divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Os emplacamentos de veículos em Belo Horizonte, que assim como em Minas incluem automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos e implementos rodoviários totalizaram 21,8 mil unidades em janeiro, o que corresponde a praticamente 54% do total de licenciamentos em todo o Estado para o período.

Na comparação com os 16,4 mil veículos emplacados na Capital em janeiro de 2018, houve um aumento de 32,7%. Os automóveis e comerciais leves responderam por 93,1% do total de emplacamentos de veículos em Belo Horizonte, conforme as informações da Fenabrave.

Em todo o Estado, os automóveis e comerciais leves também responderam pela maior parcela das vendas de veículos em janeiro, com participação de 74,5%. No mês passado, foram emplacadas 30,1 mil unidades deste tipo em Minas, 22,7% a mais do que em relação a janeiro de 2018 (24,5 mil veículos).

Fiat – Os emplacamentos de automóveis e comerciais leves da marca Fiat, da Fiat Chrysler Automobile (FCA), com planta em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), chegaram a 26,1 mil unidades em janeiro, com crescimento de 11,5% em relação aos 23,4 mil veículos emplacados no mesmo mês de 2018.

A montadora italiana fechou o primeiro mês deste ano na terceira posição do ranking de automóveis e comerciais leves, com participação de 13,7% nas vendas do segmento, atrás da GM e da Volkswagen do Brasil.

Pesados – As vendas de caminhões e ônibus em Minas, veículos que são responsáveis pelo escoamento da produção, somaram 1,3 mil unidades em janeiro, com aumento de 102,2% (pouco mais que o dobro) frente ao número de veículos destes tipos emplacados no mesmo mês de 2018 (658 unidades).

Na Iveco Latin America, fabricante de veículos pesados da FCA Industrial, em Sete Lagoas (região Central), também houve crescimento. Em janeiro, os emplacamentos destes tipos de veículos da marca somaram 343 unidades contra 309 veículos em igual mês de 2018, acréscimo de 11%.

No ano passado, foram vendidos 586,6 mil automóveis no Estado, 13,3% mais que em 2017, quando foram emplacados 517,6 mil unidades. Os emplacamentos de automóveis da marca Fiat aumentaram 11,8% na mesma comparação. A montadora fechou 2018 também na terceira posição do ranking de automóveis e comerciais leves, atrás da GM e da Volkswagen do Brasil.

Nacional – Dados da Fenabrave apontam que, no País, os emplacamentos de veículos novos, considerando todos os segmentos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros) somaram 303.319 unidades, o que representa alta de 12,73% na comparação com janeiro do ano passado, quando foram emplacadas 269.075 unidades.

Na comparação com dezembro de 2018 (331.124 unidades), o resultado foi 8,40% negativo.

Para o presidente da entidade, Alarico Assumpção Júnior, o desempenho de janeiro reforça a expectativa positiva da Fenabrave para 2019. “A queda contínua da inadimplência, tanto para pessoa física quanto jurídica, aliada ao aumento da confiança do consumidor influenciaram no resultado deste primeiro mês, na comparação com igual período de 2018”, comentou Assumpção Júnior.

Os segmentos de automóveis e comerciais leves, somados, apresentaram alta de 8,67% em janeiro, se comparado com o mesmo período de 2018, totalizando 190.752 unidades, contra 175.537. Já na comparação com dezembro de 2018, quando foram comercializadas 224.977 unidades, houve retração de 15,21%. “Essa sazonalidade do mercado se deve ao fato de que, em janeiro, o consumidor brasileiro fica menos disposto a trocar de carro, devido às despesas geradas neste período, como IPVA, material escolar, além da antecipação de compras, verificada em dezembro, por conta do 13º terceiro salário e das promoções do período”, explicou o presidente da entidade.

As vendas de caminhões seguem em ritmo acelerado. Em janeiro foram emplacados 6.932 caminhões, 50,93% acima do resultado de igual mês de 2018, mas com retração de 8,83% na comparação com dezembro passado.

Fonte: Diário do Comércio