CENTRAL DE VENDAS 0800 760 0305

Carros eletrificados vendem mais do que os a gasolina no Brasil pela 1ª vez

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulgou os dados das vendas de carros no Brasil entre janeiro e dezembro de 2022, e confirmou uma marca que entrou para a história dos eletrificados no País.

Segundo o órgão, os carros movidos a energia limpa – 100% elétricos ou híbridos – venderam mais do que os com propulsores movidos exclusivamente a gasolina no somatório geral do ano pela primeira vez. A diferença foi pouca, quase mínima, mas existiu.

De acordo com o compilado divulgado pela Anfavea, os carros elétricos ou híbridos registraram 49.245 vendas em 2022, enquanto os com combustão interna movidos somente a gasolina (os que não são flex, portanto) emplacaram 48,8 mil novas unidades entre janeiro e dezembro.

Este número representa um percentual de 2,5% do total do mercado de carros vendidos no Brasil no período, e um crescimento de 40,8% em relação a 2021, ano em que as vendas de elétricos puros ou híbridos totalizaram 35 mil.

Segundo a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), a fatia de eletrificados teve como grande destaque os veículos elétricos plug-in (BEV e PHEV), que totalizaram 18.806 emplacamentos no ano, equivalente a 0,9% do total de automóveis e comerciais leves realizados no País.

Anfavea prevê ‘explosão’ de eletrificados até 2030

O percentual de 2,5% do mercado alcançado pelos veículos eletrificados no Brasil em 2022 ainda é pequeno se considerarmos a meta ideal de carros menos poluentes rodando pelo País, mas, para a Anfavea, é um primeiro e importante passo para a conversão e para investimentos em infraestrutura.

A expectativa do órgão é que os carros eletrificados continuem caindo no gosto popular, tanto pela estratégia das montadoras, que estão pendendo para a eletrificação total de suas frotas, quanto pela própria eficiência deste tipo de propulsor, que vem se mostrando competitivo e muito econômico.

Segundo a previsão da Anfavea, a fatia que hoje é de 2,5% do bolo total do segmento automotivo no Brasil pode crescer para 22% em oito anos. Isso significa que, em 2030, a cada cinco carros novos vendidos no Brasil, um seria híbrido ou elétrico puro.

Fonte:  Canaltech*

*Extraído de Minapetro

Deixe um comentário